UESM na Mídia: Vila Rica de Aparecida deixa a disputa.

A União das Escolas de Samba de Maquete foi pega de surpresa no último final de semana. Com um problema de verbas e tempo para terminar o seu Carnaval de Maquete, Pedro Yvo, presidente e carnavalesco da agremiação paulista Vila Rica de Aparecida, que fecharia a primeira tarde de desfiles que envolvem escolas do grupo A, decidiu abrir mão da disputa e da participação no carnaval 2019. Os horários não serão alterados, devido a agremiação ser a ultima a desfilar na primeira tarde. O regulamento previa o acesso de 05 agremiações para o carnaval de 2019, porém, quando foi aprovado o regulamento, a liga contava com 8 escolas no grupo especial. Hoje, a UESM conta com 7 escolas  no grupo especial e 08 no grupo de acesso, havendo um aumento no numero de escolas que terão o acesso nos seus devidos grupos.

Para o carnaval de 2020, a princípio, a formação dos grupos (de acordo com o regulamento) será a seguinte:

Grupo Especial: 12 Escolas (06 primeiras colocadas + as 06 primeiras colocadas do Grupo A) sendo rebaixadas as 04 últimas para o carnaval de 2021

Grupo de Acesso: 18 Escolas (01 Rebaixada do Grupo Especial +  02 ultimas colocadas no grupo A + Escolas Grupo de Acesso B que ficarem da metade da tabela para cima, Alem das escolas inscritas por projeto em 2020). Sobem 04 para o grupo especial, e as 04 últimas refazem o projeto para 2021.

Importante lembrar ao publico e ao presidentes que, qualquer novidade, o coordenador do grupo, junto com o coordenador de desfiles irá comunicar pessoalmente aos respectivos membros e logo em sequencia, divulgaremos aqui.

Saiba mais sobre o Carnaval de Maquete da UESM

Página oficial

Facebook

Youtube

Instagram

*em colaboração voluntária ao SRZD

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *