O Olhar de Cleópatra: a viagem pelos enredos continua (Ep.2)

Raphael Khaleb*01/10/2016 12h17

 Hello, hellooooo meu egípcios, como estamos?

Então, meus amoreszinhos lindos foi bapho a nossa coluna… fez tanto sucesso que eu voltei para os braços do povo… Estamos entre as colunas mais lidas da UESM e não é para tanto neh. Foi feita com muito amor e carinho para vcs.

UESM. Divulgação

TRIBOS DA ILHA
Depois do grande sucesso que foi a primeira coluna, resolvi voltar para a casa. E nesse caminho, já tratei de comprar o meu saquinho de pipoca pois a estreia seria incrível. Uma representante do Amazonas. Sim, a nossa Manauara Tribos da Ilha, nome inspirado em na coirmã real Primos da Ilha (Quem nunca assistiu carnaval Manaura assista, que vale a pena) A tricolor traz o universo do cinema para a nossa passarela com toda a sua magia.

Apertem os cintos pois “uma viagem ao mundo do cinema” vai começar. Luz! Câmera! Ação! O filme começa. A luz invade a tela. Em poucos momentos surgem a primeira paisagem, cenários, figurinos e eles os personagens, os heróis e vilões, mocinhos e bandidos, casais e solteirões. Desenhos animados ou não. Em cenas de ação, drama, comedia, romance, suspense ou terror.

“Com uma ideia na cabeça e uma câmera na mão, o tapete é estendido para a Tribos da Ilha. E de olho na premiação máxima, o Oscar, a verde, vermelho e branco promete arrepiar, por que sabe que, como diz o poeta, o artista vai onde o povo está. Então, Beijos egipcios e partiu Campinas.

X-9 PAULISTANA
Meu amor, depois de um grande filme porque não aproveitar uma boa musica? Assim é o nosso samba. Recebi uma carta da X-9 Amazônica, coirmã da Paulistana dizendo que quer mostrar ao mundo que a “A Mais Jovem Dupla Sertaneja”, através dos “Caminhos de Minha Infância”, veio mostrar “A Força Jovem da Música Sertaneja”. Chitãozinho e Xororó, “Os Meninos do Brasil”, que embalaram a nossa vida com “Nossas Canções Preferidas” expondo elas numa “Fotografia”, mostra como “Somos Apaixonados” pela musica sertaneja.

Essa dupla, tendo como “Nova Geração” ao seu lado, em ” Tom do Sertão” sempre sai uma “Galopeira” “Do Tamanho do Nosso Amor” e por “60 Dias Apaixonado” o “Meu Disfarce” cai por terra e a minha paixão vem a tona. Fico de “Coração Quebrado” cada vez que tenho que decidir pela “Amante Amada” roda de samba ou pela “Doce Amada” musica sertaneja, que, apesar de bem distintas ainda mexe com muitas pessoas nesse “Planeta Azul”
“Alô”? É o “Cowboy do Asfalto”? Olha queridinho, avise aos “Irmãos Coragem” que vai rolar uma “Festa do Interior” no “Coração do Brasil”, pois estamos “Em Família” e num “Sinfônico” coral a viola canta a noite inteira. Avisa pra essa “Vida Marvada” que “Aqui o Sistema é Bruto”.

“Na Aba do Meu Chapéu ” vou encerrando por aqui avisando que “Se For pra Ser Feliz” que seja “Entre Amigos” “Inseparáveis”. Com Carinho “Chitãozinho e Xororó”

Ai que tudo essa carta com título dos trabalhos da dupla… hum será promessa da “Inspiração para o meu cantar, o coração sertanejo da X9 guerreira”. Agora me desculpem mas, preciso me preparar… a maratona vai chegar e os jogos olimpicos vão começar.

UNIDOS DA PINGA
Iuru… Cleo atlética chegando na avenida. Esse espirito olímpico que avassala meu Brasil, mais precisamente a cidade carioca, que assim como eu, é maravilhosa. Gente do Mundo inteiro veio ao Rio de Janeiro para acompanhar a primeira Olimpíada realizada na América Latina. E se não fosse graças ao queridíssimo Barão de Coubertain que trouxe as olimpíadas ao mundo moderno. Passeando por Europa, Asia, América do Norte e Oceania, o Fogo olímpico de Zeus, roubado por Prometeu foi entregues a nós cariocas numa celebração a união, a confraternização e a amizade.

E nesses 19 dias olímpicos, Unidos da Pinga faz a festa no Rio 2016 e eu vou juntinho participar de todos. Todas as provas do Atletismo, Desportos Aquáticos, Ginastica, Lutas, Hipismo, além dos esportes coletivos. Futebol, Handebol, Vôlei, Basquete, Tênis, Tênis de Mesa e Rúgbi.

Você acha que vou ficar de fora? Jamais meu bem….. É muita emoção. Tanta que alguma coisa acontece no meu coração. E só descubro quando cruzar a Ipiranga com a Avenida São João. Até o próximo enredo.


MOCIDADE PAULISTA

E não é que alguma coisa realmente aconteceu no meu coração? Cleozinha veio do Rio para São Paulo ver o que se passa com essa gente que cai na gandaia e entra nessa festa. E a Mocidade Paulista que convida. Vai perder?

Ôôô? Abram alas que a Mocidade chegou! e junto com ela o riso, a alegria que atravessa todos os cantos do pais ate encontrar essa gente na maior metro pole do pais. Vou te falar hein, adoro esse povo brasileiro! Que sofre, que ri e brinca sempre dando a volta por cima. Sempre lutando para que a cada dia fique melhor, em tons alegres ou debochados, como eram as nossas chanchadas. Ah sorrisos…. quantas alegrias contagiam a nossa cidade, transformando tudo em uma suprema alegria. Essas são as coisas boas da vida.

Coisa Boa à gente ver por aqui! E com certeza, dando muitas gargalhadas nessa cidade livre, a querida terra da garoa. Lugar de diversidade diversão, alegria, da multidão, muito babado, muita confusão e muito fervo! Em terras de boas guloseimas e brindar a vida com uma bela cervveja gelada, eu não podia ficar de fora. Afinal de contas, Sou Mocidade no picadeiro da imaginação. Sou o riso dessa gente, na. Boa terra da garoa a ilusão!

E pegando carona nessa imaginação, vou dando Adeus a São Paulo, prometendo um dia voltar. O dia que essa terra estiver livre dessa bagunça chamada corrupção. Proximo enredo na tela.
REAL MARLIM AZUL
Panelaço geral. A algazarra tá ai? Onde a zorra vai parar? Começou o empurra empurra. Povo nas ruas. Gritaria. O cais foi instalado. Ninguém aguenta mais tanta baderna. E olha que nem é bendita. Rs.

A escola Capixaba ganha cores e poe a boca no trambone para avisar que começou “Uma buzinada para a esculhambação. Vá pra ponte que partiu, corrupção!” Uma releitura da Zorra clementiana de mais de 12 anos atrás. Bem atual né? Oba oba invade o planalto. A bandalheira esta formada… cuecas cheias de aqué (dinheiro) e se tem alguém que tem culpa são os portugueses ( olha neles ai de novo) a roubalheira começou aqui. Pedágio pra pontes já existindo e fazendo parte da nossa historia. A baderna atravessando a historia.

Nesse meio de lava jato, pré-sal, onde só os espertões tem vez, o povo ganha voz, ganha ritmo e ganha melodia. Engana-se quem acha que será com instrumentos, com microfones. Panelas, tampas e frigideiras ditam a nova ordem dessa nação. Onde o rico cada vez fica mais rico e o pobre cada vez fica mais pobre. E a honestidade não tem vez… Uffa, achei que nunca mais fosse acabar. Agora preciso ir curtir o pais do carnaval com Chacrinha e Dercy Gonçalves, pais da alegria e síntese dessa nação chamada Brasil.

Bem meu Egipcios, é isso. Um beijo a todos e aguardo vcs na proixima análise. Aliás…. teremos muitas novidades ainda para esse carnaval do grupo B, Obrigado Uesm. Bjus meus amores!

 

uesm

Fundador Coordenador da UESM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *