Confira a Sinopse da Mocidade Unida MASF 2020

É com grande orgulho que venho mostrar a vocês, fãs da Mocidade MASF, a sinopse do Samba Enredo de 2020 “LUXÚRIA”, que foi escrito pelo novo integrante da escola, conheça um pouco do escritor da sinopse.

Felipe de Moraes Rodrigues nascido em 1992,  na região metropolitana de São Paulo, na cidade de Cotia, formado em Administração pela Estácio de Sá.

Trabalha como auxiliar administrativo em uma empresa voltada para seguros de vida e previdência privada. Apaixonado por literatura e história antiga.

Vi no convite para a preparação desse texto como uma oportunidade de colocar seus conhecimentos a prova sobre um tema tão inebriante como a luxúria, em paixão pelo carnaval.

Veja abaixo a sinopse 2020

Luxúria do latim lascivi, é um intenso desejo pelo corpo, ou seja, o culto e aquilo que ele tem de melhor a oferecer e para proporcionar o mais intenso dos prazeres.

Na Grécia Antiga temos Afrodite, a deusa do amor e da beleza, mas também da luxúria. Mostrando-nos que a luxúria não serve apenas para ser usada algo que seja apenas carnal, mas sim que possa ser usado como uma forma proporcionar o melhor conhecimento dos amantes.
Já o deus Dioniso utilizava dessa arte como um meio de atrair pessoas para inspirar êxtase e a loucura. Mostrando-nos que até os deuses podem pender para mais de uma forma de prazer.

Alexandre, o Grande, rei da Macedônia, era conhecido por promover orgias com seus soldados, onde segundo informações, estreitavam as relações entre os membros dos batalhões. O sexo entro pessoas do mesmo sexo era algo comum em 336 a.C.

No antigo Egito, Cleópatra usava a luxúria e a beleza como um meio de garantir o poder e a prosperidade para o seu reino, deitando com o máximo de homens possíveis.

O Egito antigo foi um grande consumidor de produtos para realçar a beleza, tantos dos reis como da plebe. Os cosméticos que deixavam as mulheres mais desejadas para os homens viam de todas as partes do mundo conhecido, pois o sex appel era uma maneira de se conseguir status e poder.

A bíblia nos conta no Antigo Testamento, que não só a luxúria estava presente no cotidiano das pessoas, mas também dominavam cidades como Sodoma e Gomorra, fazendo com que tudo nesses lugares girassem em torno do prazer.

Os monarcas cristãos, como o Rei Salomão, não estavam isentos desses desejos carnais, tendo em seu séquito mais de trezentas mulheres para seu bel-prazer.

A cultura européia em meados dos séculos XVII e XVII, também tinha um ambiente luxurioso, porém com um pouco mais de sutileza, fazendo com que as mulheres se valessem das maquiagens e cosméticos para seduzir e tentar homens mais discretamente.

Em 1909 nascia marca Chanel, conhecida hoje por seus modelos icônicos e seus perfumes, que deixam uma sensação de sensualidade, vaidade, poder e sedução.

Nesse contexto de sedução, sensualidade, encanto e talvez um pouco de magia, nasceu o Carnaval, festa que remota ao inicio das civilizações.

Para os romanos e gregos, as bacanais e saturnais, era festa de folia, onde se tinha dança, comida e bebida a vontade, assim também como a libertação de todos os desejos.

O carnaval mudou ao longo dos séculos, as festas ficaram mais contidas em alguns aspectos, mas mesmo assim mantendo sua origem de ser uma festa de alegria e liberdade.

Enfim a luxúria, a vaidade e a sedução estão mais aparentes em nossa sociedade moderna do que jamais teve em toda a historia do homem moderno. Treinamos o corpo para nos tornemos mais atraentes e desejados, procurando sempre a ultima novidade em perfumes e padrões de beleza. Claro que a busca pela vaidade tem seus benefícios, ficamos com porte físico e saúde melhor.

A luxúria esta no dia a dia do homem moderno, o sexo é fácil de conseguir e suprir os desejos do corpo seja ele com um único parceiro ou vários. A internet nos possibilita uma infinidade de opções. Porem desfrute do que esse sentimento tem a oferecer de melhor, mas nunca se esqueça de todo cuidado nunca é suficiente quando tratamos com a deusa Luxúria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *