CARNAVAL DE MAQUETE
U E S M

G.R.E.S.M.

Diamante Negro


Era uma vez... Um conto de fadas. Salve a princesa negra!


Carnavalesco :
Samba utilizado(Escola/Ano) : Imperatriz Leopondinenze 2005
Interpréte : Ronaldo Yllê

SINOPSE


Autor(es) : Matheus Couto

logo-diamante-negro


Era uma vez uma bela criança com apenas sete anos de idade muito feliz que amanava histórias e contos de fadas. Toda noite sua vovozinha colocava ela para dormir contando uma história de um livro onde escondia todos os contos de fadas e história que existem, Além de contos de terror que a avó nunca lia para ela. A avó sempre filtrava as histórias como a Bela adormecida, A avó não contava quem era a Malevola, A avó diz quê a Bela foi castigada por uma fada por ter desobedecido o seu pai (O rei) e por isso ela foi condenada a dormir por cem aanos.
Depois de muitos anos todas as noites antes de dormir lendo uma historia e contos de fadas do livro, acabaram! A avó diz para a neta não precisa se procupar pós amanhã ela iria comprar historinhas em quadrinho pra ler para ela. Mas a neta muito esperta sabia que o livro não tinha terminado e que havia mais histórias nequele livro. A neta não queria historinhas em quadrinho ela queria contos de fadas!
A avó colocou a para dormir e deixou o seu livro ao da neta, a neta esperou o que avó fosse dormir e pegou o seu livro e vagarosamente começou a ler as histórias que a vó nunca tinha ,lido não sabendo a neta que sua avó nunca contou as histórias Por que queria o seu bem! ela começou a ler e se assustar pois as histórias que a vovó não tinha lido eram de terror e a neta nunca Imaginava isso, ela descobriu Quem foi o lobo mau da história da Chapeuzinho ,Quem foi a rainha má da história da Branca de Neve entre outros vilões... Ao mesmo tempo que ela lia as histórias vultos, sons de Passos de pessoas, janelas abrindo e fechando, luzes piscando aconteciam na imaginação dela. Ela começou a ver coisas, Monstros, assombrações foi quanto a cama começou a balançar E ela percebeu que havia algo de baixo dela e ela decidiu olhar o que era quando se deparou com ....Um bicho preto, dos olhos vermelhos de sangue ,com dentes enormes bem afiados! era um bicho entranho meio deformado no momento que o bicho ia atacar, haaaaa! Foi quando a Avó entrou no quarto, tomou o livro da mão da neta e tudo isso não se passava de um sonho!!
Escute o Samba


Era uma vez...E um sorriso de criança
faz a gente acreditar...
Era uma vez...
Em um mundo encantado,
se prepare pra sonhar...
Contos de fadas, rainhas e reis...
Roupas que o povo não pode enxergar
Os sapatinhos dançando sozinhos
Um rouxinol a cantar
Sereia menina, a bailarina...
Universo criado por um sonhador
E o menino venceu a pobreza
E fez da arte a linda princesa
Com quem viveu grande amor

Pega a viola o repentista
Conta em versos que o grande artista
Da Dinamarca voou, foi além
Como um cisne altaneiro
Hans Christian Andersen

Foi Monteiro Lobato
Um mestre de fato da literatura infantil
Histórias escritas com arte
E de todas as partes contou no Brasil
O sítio não tem fronteiras
Abrindo as porteiras pra imaginação
Dona Benta recebe encantada
O povo dos contos de fadas
Numa delirante confusão

A turma do sítio apronta
A imperatriz faz de conta
Emília cantando assim:
Vem viajar nessa história
É só dizer pirlimpimpim