Destrinchando Enredo: Iaça e Japy: Uma história de luta

  O GRESM Eldorado do Japy, escola de samba de maquete vinculada a União das Escolas de Samba de Maquete (UESM) em seu segundo ano no Carnaval de Maquete pisa na avenida, levando o norte do nosso País, como já cantara Nilson Chaves e João Gomes em sua música “Sabor açaí”. O Objetivo da agremiação é retratar a importância do açaí que, sendo “muito mais que um fruto”, tem múltiplos usos e significados que são valorizados pelas populações das várzeas amazônicas, que é desde o alimento primário até seus derivados como as sobremesas.

A escola nos conduza uma visita a Belém do Pará, sendo como fio condutor o “Açaí” que, como arvore e fruto, testemunharam todas as mudanças desde a aldeia tupiniquim, passando pela Belém Européia, e até hoje sendo um destaque na cultura belenense. A fruta brasileiríssima, que ganhou o mundo e divide opiniões, continua a ser produzida de forma tradicional, o açaí perpassa essa historia e é a testemunha das mudanças da vida desse povo!

O fruto mostrara o nascimento de uma aldeia que foi “Salva” graças ao açaí, mostrada como heroína daquela aldeia. Também apresentará a luta para alcançar a identidade, que desde se sua origem se prova por sua garra de lutar por seus ideais. A parte crítica do enredo fica no setor que traz o povo que devido à grandiosidade alcançada pela cidade, leva para longe os mais pobres, e assim nasce toda a sua contribuição cultural e religiosa. E por fim, a escola encerra o seu desfile fazendo a ligação entre para e açaí, que ambas choraram, foram esmagadas, e extraídas seus sumos, mas que isso serviu apenas para fortificar o povo, como o açaí foi à fruta energética que fez a aldeia renascer, mais tarde a luta por justiça e sua terra, que podia ser tomada, foi sua energia de vier, e hoje celebramos a energia dessa cidade guerreira, entrada da Amazônia que completa seus 403 anos.

Saiba mais sobre o Carnaval de Maquete da UESM

Página oficial

Facebook

Youtube

Instagram

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *